Search
sábado 21 outubro 2017
  • :
  • :

Começa amanhã o Programa de Coleta Seletiva na cidade

A partir de amanhã, quinta-feira, dia 1º de junho, o município de Taubaté passa a contar com o Programa de Coleta Seletiva, atendendo assim às exigências da Política Nacional de Resíduos Sólidos.
Os serviços são executados pela Eco Taubaté, que vai disponibilizar dois caminhões baú e dois caminhões compactadores para realizar a coleta de materiais recicláveis (lixo seco), em dias alternados em toda a cidade.
O calendário com dia, período e bairros a serem atendidos estão disponíveis no www.taubate.sp.gov.br/coletaseletiva e pode ser consultado também no SAC (0800.541.1202), que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h.
Além disso, a empresa vem fazendo uma ampla ação de Educação Ambiental, desde 25 de abril, com mais de 20 mil folders entregues.
Moradores e comerciantes devem separar o material e depositá-los, em sacos plásticos, em frente à sua residência e comércio nos dias e períodos corretos em que o caminhão da Coleta Seletiva irá passar na sua rua. O procedimento também é válido aos moradores de condomínios horizontais e verticais.
Serão instalados, neste primeiro momento, 500 containers para destinação do lixo reciclável, sendo 298 em condomínios, 131 em unidades escolares e 71 em unidades de saúde.
Não é necessário identificar o lixo, uma vez que a coleta domiciliar é realizada em horários e dias diferentes da Coleta Seletiva e também não há limite de quantidade de material para ser recolhido. É preciso destacar, porém, que o lixo reciclável precisa ser necessariamente limpo e seco.
Todo o material reciclável coletado será pesado e destinado às cooperativas dos bairros Vila Marli e Santa Tereza, gerando emprego e renda. Catadores independentes e autônomos não serão impedidos de atuar. A orientação é que procurem a Secretaria de Serviços Públicos para cadastramento e orientação.
Material Reciclável: papéis de escritório, papelão, caixas em geral, jornais, revistas, livros, listas telefônicas, cadernos, papel cartão, cartolinas, embalagem longa vida, sacos, embalagens de produtos de limpeza, garrafas PET’s, panos, tubos, plástico em geral, vidro, latas de alumínio, embalagens metálicas de congelados, latas de produtos alimentícios.
Os materiais que não são recicláveis devem ser colocados junto com o lixo domiciliar e são eles: restos de alimentos, fraldas descartáveis, papel higiênico, guardanapos, esponjas, fotografias, papéis sujos, papel carbono, etiquetas, fita adesiva, fita crepe, clipes e grampos.