Search
segunda-feira 20 novembro 2017
  • :
  • :

Com apoio da Fibria e CCR Nova Dutra, projeto audiovisual dará vida à memória histórica e cultural do Mercadão Municipal de Jacareí

A Fibria, empresa brasileira líder mundial na produção de celulose de eucalipto a partir de florestas plantadas, apoia a realização do projeto Mercadão Vivo, por meio da LIC (Lei de Incentivo à Cultura), em parceria com a Fundação Cultural de Jacarehy e CCR Nova Dutra. O projeto tem como objetivo a produção de um vídeo-documentário que ressalte a importância cultural do Mercadão Municipal para Jacareí.
Segundo o diretor cultural do projeto, Daniel Felipe de Paiva, a ideia é fomentar o audiovisual como ferramenta de formação, informação e documentação de dados de patrimônios históricos, resgatando memórias populares e documentais. “Todo Mercadão guarda mais do que uma arquitetura histórica e fartura gastronômica. Ele guarda a própria cultura do local, costumes, histórias, lembranças, a identidade de um povo, até mesmo, da região. Queremos chamar a atenção da comunidade para isso e mostrar que o audiovisual é uma ferramenta de registro histórico”, diz Paiva.
O projeto também incentivou a participação da comunidade em todas as etapas de produção do documentário. Para isso, foram abertos workshops gratuitos que abordaram técnicas sobre audiovisual, como: Som Direto e Trilha Sonora, Produção Executiva e Captação de Recursos, Roteiro e Direção, Direção de Fotografia e Montagem, Edição e Finalização. Além disso, na página oficial do projeto, serão publicadas as fotos e vídeos dos bastidores das filmagens.
A previsão, é que o documentário seja finalizado em novembro.
A produção terá duas exibições públicas em locais a serem definidos e será distribuído para escolas, bibliotecas e arquivo público. Após um ano de circulação, o documentário estará disponível na íntegra em um canal online do projeto e poderá ser acessado gratuitamente.
“A Fibria valoriza as iniciativas artísticas e incentiva o acesso à cultura. Por isso, desde 2002 é considerada uma importante incentivadora dos projetos da LIC em Jacareí, diz o consultor de Sustentabilidade da Fibria, Adriano Martins.
A cidade de Jacareí deu início à utilização da lei em 2002. Em 2005, a Fibria se tornou incentivadora dos projetos culturais e, hoje, a empresa já beneficiou 36 projetos ao longo dos anos. A Fundação Cultural Jacarehy registrou até 2014 a realização de 115 projetos, dos quais 27% receberam apoio da Fibria.