Search
segunda-feira 23 outubro 2017
  • :
  • :

Vereador realiza moção de apelo para que “Projeto de Trem Intercidades” se efetive na RMVALE

Guará Filho (PR) direcionou o pedido ao Governo Federal para seja feita a liberação das áreas ferroviárias, e com isso, o Estado de SP coloque em pratica o Projeto.
Na Sessão da última segunda-feira, 4 de setembro, os vereadores da Casa Legislativa taubateana aprovaram, de forma unanime, uma moção de apelo de autoria do Vereador Guará Filho (PR) que trata sobre o “Projeto de Trem Intercidades”, e, exige rapidez do Governo Federal em realizar a liberação das áreas entorto da linha férrea de domínio da União para que o planejamento seja finalizado e assim as obras se iniciem, o mais breve possível.
“O projeto do trem intercidades será uma evolução no quesito de mobilidade, trafego e transportes na nossa região e não conseguimos entender a demora na liberação das áreas da União. O Presidente Michel Temer havia se comprometido que em julho deste ano as concessões já estariam prontas, e até agora nada, por isso protocolei essa moção de apelo pela brevidade do processo”. (Ver. Guará Filho – PR).
Vale ressaltar que o Projeto do Trem Intercidades interligará as regiões metropolitanas de Campinas, São Paulo, Vale do Paraíba, Sorocaba e Baixada Santista e será incluído no programa de concessões da União. O Projeto é avaliado em cerca de 5 bilhões de dólares, a receber financiamento do BNDES. O trem correrá um trajeto de 135 kilometros no total, contará com nove estações e com expectativa de atender até 60 mil passageiros, por dia.
“Imagino o quanto poderíamos desafogar a Rodovia Presidente Dutra, diariamente, assim como também a Rodovia Carvalho Pinto. Precisamos cobrar firmemente para que esse Projeto não se perca por entraves burocráticos e/ou político-partidário e seja oficializado dentro da necessária rapidez, pois oportunizará melhor qualidade de transporte a milhares de cidadãos paulistas, e gerará um número infinito de empregos diretos e indiretos”. (Ver. Guará Filho – PR).
O projeto completo prevê que haverá estações ligando São Paulo a Santos, Sorocaba e Pindamonhangaba, em um total de 431 km de percurso, ou seja, a população da RMVALE será beneficiada diretamente com a execução do Projeto.