Search
segunda-feira 29 maio 2017
  • :
  • :

Reunião em SP debate futuro da mulher na política

O PPS reuniu em São Paulo as coordenadoras estaduais do partido, com a presença do presidente nacional da legenda, deputado estadual Davi Zaia, da deputada federal Pollyana Gama, secretária de Desenvolvimento Social de São Paulo, Soninha Francine, além de coordenadoras no Estado de São Paulo e vereadoras.
A reunião, realizada dia 1 de abril, foi conduzida pelo presidente estadual, Alex Manente.
A deputada voltou a enfatizar a importância da participação da mulher na política, recordando que a maioria dos seus votos, no início de carreira, foi de homens. Comentou o crescimento do partido em 2016: em 2012, o PPS elegeu 36 vereadores, em 2016 esse número subiu para 63.
Pollyana relembrou sua luta como deputada federal em busca de melhorias para as mulheres, especialmente na discussão das reformas política e previdenciária. Por exemplo, a bancada apresentou emendas para manter os prazos de contribuição previdenciária.
Solicitou que o PPS Mulher no Estado, da qual ela é a coordenadora,
cada vez mais desenvolva cronogramas de ações, para facilitar a ocupação de espaços públicos e de poder.

Política atuante

O deputado Davi Zaia disse que o encontro das coordenadoras estaduais “foi uma excelente oportunidade para falarmos sobre a importância das mulheres na política, o crescimento expressivo do partido por meio das eleitas nos últimos pleitos, e ainda sobre o compromisso de fortalecermos o partido por meio de uma política atuante, transparente e comprometida com o país e com os municípios do Estado”.
Davi Zaia disse que sempre defendeu a participação das mulheres na política, e renovou seu convite para elas se juntem às outras mulheres do PPS para fazer a diferença nas comunidades “e, com isso, ajudar o país a crescer”.
Durante o encontro do PPS Mulher, foi exibido vídeo contando a história de Maria, uma personagem que representa a trabalhadora rural, que desde criança deixa de aprender a escrever o próprio nome para ajudar no sustento da família como empregada doméstica.