Search
sexta-feira 24 novembro 2017
  • :
  • :

Redenção da Serra prepara segunda edição de evento da gastronomia

O Instituto Paiolinho e a prefeitura de Redenção da Serra realizam nos dias 11 e 12 de novembro próximo, a segunda edição do projeto Redenção Sabor e Arte, evento voltado para a valorização da comida caipira e artesanato local. A exemplo do que ocorreu em março último, quando foi realizado pela primeira vez, o evento vai destacar as receitas baseadas na comida do cotidiano do homem rural, além do artesanato e produtos vindos da agricultura familiar.
A presidente do Instituto Paiolinho, a professora Ana Néri do Carmo de Faria, afirma que a iniciativa faz parte do plano de trabalho da entidade, que tem como foco o fomento à economia criativa. “Queremos que a cultura seja valorizada e que nosso patrimônio cultural seja resgatado e preservado, mas isso precisa resultar em transformações”, diz.
Ela explica que o município apresenta um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado e a vocação para o turismo rural e cultural deve ser estimulada como forma de reverter o quadro.

EVENTO

O 2º Redenção Sabor e Arte vai manter o mesmo formato da primeira edição, quando mais de quatro mil pessoas estiveram na cidade para apreciar os pratos preparados com ingredientes que na sua maioria são produzidos localmente. “O objetivo é movimentar a cadeia produtiva da agricultura familiar, com o uso e a venda de produtos locais”, afirma.
Realizado em dois dias, nas dependências da Escola Estadual Coronel Queiróz, o evento vai servir almoço, com pratos individuais vendidos a R$ 20, tendo no cardápio receitas como carne de lata, feijão tropeiro com linguiça caseira defumada, afogado e outros pratos que fazem parte do cotidiano do homem da roça, além do bolinho de tilápia, que já se tornou um atrativo local.
Além disso, doces, temperos caseiros, cachaça, rapadura, paçoca socada na hora, artesanato de palha e bordados serão outros atrativos da festa. Os tachos de cobre, atividade que está quase em extinção, pois são produzidos atualmente apenas por um artesão, membro de uma tradicional família de ‘tacheiros’ locais, também estarão à venda.

NOVIDADE

Ela afirma que para 2018 está sendo programada uma novidade, ou seja, uma versão diferente do evento especial para petiscos e “tira-gostos” produzidos a partir de elementos da culinária caipira. Trata-se do REDENÇÃO SABOR E ARTE – VERSÃO COMIDA DE BOTECO – que também vai apresentar a cachaça artesanal da região.