Search
segunda-feira 23 outubro 2017
  • :
  • :

Proposta de regionalização da central de vagas hospitalares ganha reforço no Fórum Regional de Saúde

A regionalização da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS), que controla as vagas de leitos hospitalares em todo o Estado, voltou a ser discutida no Fórum Regional Permanente de Saúde, realizado na última segunda-feira, dia 18, em Ubatuba, por iniciativa do deputado estadual Padre Afonso Lobato (PV).
Ele afirmou que regionalizar a central de vagas significa aproximá-la mais dos pacientes na região onde moram, o que poderia reduzir o tempo de espera por um leito de internação. “Isso facilitaria o acesso desses pacientes aos leitos, com maior agilidade e resolutividade”, disse.
A sugestão foi reforçada pelo prefeito da cidade, Delcio Sato, e pelos demais presentes ao encontro, entre eles vereadores, secretários de saúde e membros de conselhos municipais de Saúde.
Segundo Sato, o futuro hospital regional do Litoral Norte, que está sendo construído pelo Estado em Caraguatatuba, precisa priorizar a região – assunto também discutido durante o Fórum – sendo a regionalização do CROSS, um fator importante para que isso ocorra.
Outras demandas levantadas no encontro foram a participação do Estado no financiamento do Samu, hoje custeado pelo governo federal (20%) e pelo município (80%), e a demora na realização de exames de biópsia que não estão sendo atendidos no AME de Caraguatatuba, obrigando os pacientes a se deslocar para outros municípios.
A ideia de uma central regionalizada já havia sido discutida no Fórum realizado em 22 de junho, em Taubaté e foi encaminhada logo após, ao secretário de Saúde, David Uip, em documento entregue pessoalmente pelo deputado Padre Afonso, com a síntese daquele encontro.