Search
sexta-feira 20 outubro 2017
  • :
  • :

Exposição celebra os 300 anos de Nossa Senhora Aparecida

Em comemoração aos 300 anos da aparição da Padroeira do Brasil, o Santuário de Aparecida inaugura no próximo domingo, dia 8, a exposição “Olhares”, que reunirá pinturas, desenhos, esculturas e grafites de consagrados artistas brasileiros da atualidade, com diferentes técnicas e estilos, retratando o mesmo tema: “Nossa Senhora”, um dos maiores ícones do País.
Inspirado nessa fé, o artista plástico paulista Rafael Murió pintou especialmente para a ocasião a obra “Maria da Fé” (1.30m de diâmetro, acrílico sobre tela). Para ele, que sempre foi devoto de Nossa Senhora Aparecida, o convite para participar desse projeto lhe representou “um verdadeiro estado de felicidade, sentindo uma energia sem precedente nos momentos de execução do quadro, uma pulsação estranha, que tomou conta do corpo, do espírito, enfim, das mãos, dos pinceis e das tintas.”
Rafael Murió é inspiração e arte. Mesmo utilizando muita técnica em seus trabalhos, ele é um homem de emoções. Emoções estas que se contradizem e se confrontam nos mais variados temas. Atualmente, seu trabalho destaca-se como uma fusão da linha dos Impressionistas, especialmente Van Gogh, com o design da arte africana e da cultura nordestina, acrescidos do formato da street art (arte urbana baseada em manifestações artísticas desenvolvidas no espaço público).
Com 55 anos de carreira, ele é um dos pintores brasileiros com maior presença em eventos, tanto nacionais como internacionais. Recentemente, participou de mostras no Carrousel du Louvre, em Paris (França), Austrália, Espanha e Portugal, bem como nos Consuldados Brasileiros em Washington (EUA) e em Londres (Inglaterra). Suas obras estão presentes em acervos de grandes colecionadores, principalmente europeus, americanos e australianos. No País, podem ser encontrados nos principais leilões do mercado de arte, além de galerias e museus. Detém inúmeros certificados, prêmios e menções honrosas, além de registros em diversos guias de arte.
Além do “olhar” de Murió, o evento contará também com as inspirações de figuras como Romero Britto e Mauricio de Sousa, entre outros artistas renomados. A mostra será realizada no subsolo do Santuário, próximo à “Sala dos Milagres”, e deverá se estender até o final deste ano. Depois, as obras serão doadas ao Museu do Santuário Nacional de Aparecida, onde ficarão expostas permanentemente.

Sobre Nossa Senhora Aparecida

Em 12 de outubro de 1717, a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada suja e quebrada por pescadores nas águas do rio Paraíba do Sul e tornou-se um grande símbolo da fé desse povo. Ao longo dos anos, a imagem negra da Mãe de Jesus ganhou diferentes representações, mas a devoção à santa vem se perpetuando.

Sobre o Museu

O maior Santuário Mariano do mundo fica em Aparecida, no interior do estado de São Paulo. Por ano, o Santuário de Aparecida recebe 12 milhões de visitantes. A Basílica é tomada por obras de arte de artistas renomados, como Cláudio Pastro, Victor Brecheret e Adélio Sarro.
O Santuário Nacional de Aparecida abriga, também, o Museu Nossa Senhora Aparecida. Inaugurado em 1956, o museu expõe obras sacras, peças indígenas e arqueológicas, arte popular além de peças doadas ao Santuário, como o manto original de Nossa Senhora Aparecida ofertado pela Princesa Isabel.
Atualmente, o museu possui duas exposições fixas:”Rainha do Céu, Mãe dos Homens: Aparecida do Brasil” e “O Museu e suas Histórias”. Em 2016, o museu incorporou às peças religiosas já existentes a Coleção Santa Gertrudes do colecionador Ladi Biezus. A coleção reúne esculturas sacras dos séculos XVII e XVIII.
O Museu Nossa Senhora Aparecida expõe, ainda, pinturas. Entre elas painéis europeus , possivelmente da medieval Escola de Paris, levados da Itália para Aparecida.