Search
sábado 19 agosto 2017
  • :
  • :

Alckmin assina parceria com municípios para reduzir mortes no trânsito

R$ 100 milhões – provenientes de multas do Detran.SP – serão destinados, até o final de 2017, para 52 municípios. Ações voltadas à segurança viária serão estudadas pelos técnicos do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito juntamente com os servidores municipais.
O governador Geraldo Alckmin assinou ontem, terça-feira, dia 14, parcerias que ampliarão o número de convênios do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito – programa do Governo do Estado de São Paulo que tem como objetivo reduzir pela metade o número de óbitos no trânsito até 2020.
Este é o segundo grupo de cidades que assinaram parceria em 2017. Em fevereiro, numa primeira fase Taubaté também assinou a parceria que visa salvar vidas no trânsito.
“A maior parte dos acidentes acontecem dentro das cidades ou são próximos da área urbana. Nossa meta de redução de mortes é forte. Com isso, estamos diminuindo a terceira causa de mortes no Brasil e em São Paulo, e a primeiríssima entre os jovens”, comentou Alckmin. “Essas parcerias são como uma lupa. Vamos identificar qual a necessidade de cada município, se é uma passarela, uma ciclovia, um semáforo”, explicou.
O objetivo desses convênios é fornecer auxílio para a estruturação da gestão da segurança viária em cada um dos municípios selecionados e dar apoio financeiro para a realização de ações para reduzir mortes no trânsito.
Com o início desta parceria, serão realizadas visitas de diagnóstico e construídos planos de ação contendo medidas preventivas e de melhorias com relação à infraestrutura, fiscalização e conscientização. Além disso, nesses municípios, é proposta a criação de um Comitê de Segurança de Trânsito, com representantes dos órgãos e setores com atuações relacionadas ao tema (Polícias Militar e Civil; Setores de Engenharia de Tráfego, Fiscalização e Educação para o Trânsito; Unidades de Saúde e Hospitais; SAMU; Corpo de Bombeiros; Detran.SP; DER e Concessionárias Rodoviárias) com o objetivo de promover análises e levantamentos de causas e soluções para a redução de acidentes e óbitos nos municípios. Os valores destinados aos municípios dependerão desse estudo realizado com cada um. Após esta análise, serão celebrados convênios para o repasse dos recursos.
“Se tivéssemos reduzido uma morte, já teria valido a pena”, comentou o governador, apresentando o balanço do ano de 2016 e do início deste ano. “No ano passado, foram salvas 339 vidas. Este ano, em janeiro, 33 mortes a menos”, disse.
Segundo o INFOSIGA-SP – Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo, ferramenta técnica que contabiliza e divulga mensalmente os óbitos decorrentes de acidentes de trânsito nos 645 municípios paulistas, apenas nessas 17 cidades, 713 pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito em 2016, sendo a maioria homens (81%). Houve redução em relação a 2015, quando 743 morreram nestas cidades.
Em relação à faixa etária, 111 eram jovens entre 18 e 24 anos de idade. Em segundo lugar aparecem os idosos, com 104 vítimas fatais com 60 anos ou mais.
Acidente com motociclistas foi a principal causa das fatalidades, com 238 casos. O segundo lugar ficou por conta dos pedestres, com 231 vítimas com mortes, seguida pelos ocupantes de veículos, 120 pessoas.
A meta do Governo do Estado de São Paulo é fechar 2017 com 52 novos municípios conveniados este ano, que somados aos 15 já existentes de 2016, irão cobrir 71% do Estado em termos populacionais. O investimento, proveniente de multas do Detran.SP, será de R$ 100 milhões.