Search
domingo 17 dezembro 2017
  • :
  • :

Varejo na região cresce 9,2% em julho e atinge o melhor desempenho do Estado

Em julho, o faturamento real do comércio varejista na região Metropolitana do Vale do Paraíba atingiu R$ 2,5 bilhões, alta de 9,2% na comparação com o mesmo mês de 2016. Além de ter sido o melhor desempenho do Estado, foi o maior faturamento já registrado desde 2008 para o mês. No acumulado de janeiro a julho, a alta foi de 4,9%, o que representa R$ 774 milhões acima do valor registrado no mesmo período de 2016.
Os dados recebidos pelo Sincovat (Sindicato do Comércio Varejista de Taubaté e região) são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV), realizada mensalmente pela FecomercioSP, com base em informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP).

Todas as nove atividades pesquisadas registraram crescimento em julho na comparação com o mesmo mês de 2016. Os destaques ficaram por conta dos segmentos de concessionárias de veículos (20,6%) e supermercados (4,8%) .

Para o presidente do Sincovat, Dan Guinsburg, os resultados apurados pelos segmentos de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos e de concessionárias de veículos, por exemplo, sinalizam uma tendência de alta na aquisição de bens duráveis, itens dependentes de crédito e, portanto, do comprometimento futuro da renda das famílias, para o qual a melhoria da confiança é fundamental.

Desempenho estadual

O processo de recuperação das vendas no comércio varejista se mostra cada vez mais consistente. Em julho, as vendas no varejo paulista cresceram 5,2%, em relação ao mesmo mês do ano passado. Foi a quinta maior cifra registrada para o mês desde o início da série histórica, em 2008. O comércio varejista faturou R$ 50,7 bilhões no mês, R$ 2,5 bilhões a mais do que o apurado em julho de 2016. Com esses resultados, a taxa acumulada até julho deste ano foi de 3,8%, que, em termos reais, representa um crescimento de R$ 12,6 bilhões em comparação ao mesmo período do ano passado.

Assim como nos meses anteriores, as 16 regiões analisadas pela Federação apontaram crescimento no faturamento na comparação com o mesmo mês de 2016. Os maiores avanços foram observados nas regiões de Taubaté (9,2%), Ribeirão Preto (8%) e Araraquara (também com 8%).

Todas as atividades analisadas também apresentaram crescimento em julho, na comparação com o mesmo mês de 2016. Os segmentos de concessionárias de veículos (10,4%); lojas de vestuário, tecidos e calçados (12,3%); e eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (14,5%) se destacaram.