Search
sexta-feira 24 novembro 2017
  • :
  • :

Tiago Menor: o movimento com fé

Muitas pessoas estiveram presentes nas principais celebrações do Jubileu neste mês de outubro. Manifestações de fé, agradecimentos, novos pedidos.

Não poderia ser diferente. Nossa Senhora, aparecida das águas, está em nossos corações. Missas, atrações, queima de fogos, eventos do povo, celebração da devoção. Agora a grande praça, símbolo do mundo, vai aos poucos retomando seu cotidiano. E nesse momento você, que vem acompanhando esta coluna e já meditou com Simão e Tomé, é convidado a se colocar diante de Tiago Menor.

O terceiro mercuriano da colunata traz uma mensagem importante: coloque-se em movimento na direção da ressurreição. Agora é preciso caminhar com fé e determinação. Tiago é o primeiro símbolo que indica o movimento. Perceba que ele caminha em direção à Capela da Ressureição (por do sol maior), mas também passará pelo rito do encontro com a Sagrada Comunhão, pois o Santuário Mariano está no meio do caminho.

Ele tem a consciência da necessidade de movimentar-se. É a imagem do arquétipo do Buscador. Quando despertamos para a jornada espiritual, todos nós somos Tiago. Sua imagem é a de um jovem com muito a aprender. Ele representa a juventude da humanidade que amadurecerá na presença da luz maior, comunhão profunda no encontro com Cristo, revelação bendita no zênite do meio-dia da colunata.

No apoio do cajado, galho que cresceu em retidão na direção do sol, assim deve estar a coluna de quem medita e se entrega à Divindade na confiança que brota do coração .

Caso você possa observá-lo próximo do horário das 10:00 horas, perceberá que a imagem está a contemplar o sol que caminha em sua trajetória celeste. Embora o movimento esteja sendo realizado da esquerda para a direita, pois o humano que Tiago representa nasceu na pia batismal da Grande Capela e segue a rota solar, seu olhar revela que ele sabe de onde veio. Sabe que deverá acompanhar a luz e que o movimento realizado na confiança do despertar nas águas benditas o destina à Grande Alquimia da Alma.

Confiança não deve ser apenas uma crença, mas também um sentimento. Não é algo que se movimenta com a mente linear e dedutiva, mas sim com o sentir do coração. Aquele que se entrega ao movimento confiante em Deus, se abre para os mistérios do caminho e as mensagens contidas em situações imprevistas.

O movimento confiante em Deus não barganha com a Divindade, não estabelece acordos com a fé nem questiona o Criador diante do desconhecido. Medite com Tiago Menor. É hora de seguir adiante. Buscar o Graal dos Mistérios e ir integrando o interior, harmonizando-se no exercício da confiança.

Lembre-se: não adianta prever o que irá ocorrer em sua jornada. Este é um ato comum da mente que tenta controlar tudo e se preparar para os riscos. Gastar tempo com cálculos, imaginando situações, reações, argumentos, não é estar em sintonia com a confiança que verte do coração.

Tiago não se apega ao ponto da Capela do Batismo. Embora olhe naquela direção, seu movimento indica que devemos seguir adiante. Temos, então, a lição do desapego. Deixar ir o passado e levar consigo a luz das realizações e os conteúdos das vivências. Em suas mãos, apenas o cajado da fé no amparo de Deus, que nos lembra a guiança segura de Moisés libertando o povo do cativeiro, caminhando pelo deserto e alcançando a travessia do Mar Vermelho.

Por Cláudio MariottoTerapeuta

E-mail: [email protected]

28/10/2017