Search
sexta-feira 20 outubro 2017
  • :
  • :

Taubaté debate sífilis em gestantes e bebês

Especialistas em IST (Infecções Sexualmente Contagiosas)/Aids estiveram em Taubaté na manhã de terça-feira, dia 22, para debater a ocorrência de sífilis em gestantes e congênita (em bebês).
O encontro foi realizado no hotel San Michel e envolveu médicos e enfermeiros da Atenção Básica, maternidades, representantes da Vigilância Epidemiológica e da Saúde da Mulher de oito municípios que integram a regional do GVE (grupo de Vigilância Epidemiológica) de Taubaté.
No período da manhã, os médicos Valdir Monteiro Pinto, Daniela Vinhas Bertolini e Maria Cristina Andraus abordaram temas relacionados à doença.
Em Taubaté, por exemplo, dados disponibilizados pelo Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação), indicam o registro de 116 casos de sífilis em gestantes entre os anos de 2012 e 2016. Durante o mesmo período, foram 174 casos de sífilis congênita.
A detecção da sífilis é feita por meio de testes rápidos disponíveis no SUS (Sistema Único de Saúde). Para as gestantes, a indicação da realização dos testes rápidos é feita já na primeira consulta do pré-natal, daí a importância da conscientização de mães e seus parceiros, para iniciar o pré-natal ainda no primeiro trimestre da gravidez.