Search
sábado 18 novembro 2017
  • :
  • :

Saque das contas inativas do FGTS terá impacto de 0,61 ponto percentual no PIB

O Ministério do Planejamento informou, ontem, quarta-feira, dia 9, que a liberação das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) trará um impacto positivo sobre o Produto Interno Bruto (PIB), que pode alcançar 0,61 ponto percentual.
O pagamento das contas obedeceu a um calendário que foi encerrado em 31 de julho. A medida liberou R$ 44 bilhões na economia e beneficiou 26 milhões de trabalhadores. “O importante é que essa medida beneficiou milhões de trabalhadores, permitindo-os acessar um recurso que, na verdade, é dele e usar livremente conforme sua decisão”, disse o secretário de Planejamento e Assuntos Econômicos do ministério do Planejamento, Marcos Ferrari.
Estudo realizado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, que estima o impacto na economia dos recursos liberados pelo FGTS, observou que no período houve redução da inadimplência, diminuição do endividamento e do comprometimento de renda, além de aumento da confiança do consumidor e do comércio.
A liberação dos saques das contas inativas fez parte de um conjunto de ações promovidas pela equipe econômica para alavancar a economia do País. Essa, em especial, afetou diretamente a vida do trabalhador brasileiro, permitindo que aqueles que tivessem contas inativas até 31 de dezembro de 2015 pudessem sacar seus saldos – sem a exigência de aguardar três anos fora do mercado de trabalho formal.