Search
sexta-feira 28 julho 2017
  • :
  • :

Projeto Rumo, do Rotary, ajuda jovens a identificar aptidão

O Rotary Clube Taubaté está completando 10 anos que realiza um trabalho inédito na cidade. Trata-se do projeto Rumo, que ajuda os jovens, ainda na idade da adolescência e cursando o 2º grau, a identificar a profissão que gostaria de seguir.
Como se sabe, escolher o que vai ser no futuro é o maior problema dos jovens, e isto há décadas. Funcionando em escolas estaduais, o Projeto Rumo é tido como uma iniciativa pioneira. As escolas participantes recebem, uma vez por semana, ao longo de todo o ano letivo, palestras dos mais diferentes profissionais, rotarianos ou voluntários, que mostram aos alunos o que é trabalhar em suas áreas, quais são as alegrias e dificuldades da profissão e onde buscarem o apoio necessário para realizar seus sonhos.
Este ano, estão participando do projeto as Escolas Monteiro Lobato(Jd. Maria Augusta), Magalli Bastos (Alto do Cristo), Urbano Figueira (Independência) e Alvaro Ortiz (São Gonçalo). Já foram palestrantes enfermeiros, jornalistas, médicos, fisioterapeutas, e até mesmo o secretário da Receita Federal esteve conversando com os alunos.
Além de dar orientação profissional, o Projeto Rumo abre oportunidades que seriam inacessíveis para muitos estudantes. Um tipo de apoio é o de lhes favorecer participar de intercâmbio. Recentemente, dois alunos ficaram um ano em Taiwan, e hoje, de volta a Taubaté, falando quatro línguas, ainda estão fazendo palestras para seus colegas sobre a experiência.
O coordenador do Projeto Rumo é o rotariano Juventino Rana, que vê esse trabalho como um grande incentivo para que alunos não só permaneçam na escola, concluam seus cursos como continuem em busca de melhores oportunidades e da realização de seus sonhos.