Search
sábado 19 agosto 2017
  • :
  • :

Presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques pede demissão

A presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques, pediu demissão nesta sexta (26).
Ela foi indicada ao cargo pelo presidente Michel Temer. Em carta enviada aos funcionários, ela justifica que seu afastamento acontece por “razões pessoais”.
‘Deixo a presidência do BNDES por razões pessoais, com orgulho de ter feito parte da história dessa instituição tão importante para o desenvolvimento do país.”
Segundo Maria Silvia, os diretores do banco vão permanecer no cargo, e o diretor Ricardo Ramos, funcionário de carreira, assumirá a presidência interina do banco.
Setores do governo vinham pressionando por sua saída, embora publicamente ela dissesse ter apoio de Temer e que continua no cargo.
Maria Silvia tomou posse como presidente do banco em 1º de junho de 2016. O foco da sua gestão vinha sendo revisar as políticas de concessão de financiamentos do banco, o que vinha irritando empresários, que reclamavam da queda de financiamentos liberados pela instituição.
O BNDES foi lançado ao centro da crise política por sua relação com a JBS, empresa cujo dono, o empresário Joesley Batista, admitiu em delação premiada ter pago propina a políticos em troca de financiamento do banco, entre outros favores. Esses aportes teriam ocorrido nas gestões anteriores à de Maria Silvia.
Em sua delação, Joesley também acusou Temer de receber propina. O empresário também gravou conversa com o presidente. A divulgação do áudio e do depoimento do empresário deflagraram uma crise política que desestabilizou o governo.
Recentemente, o BNDES foi alvo da Operação Bullish da Polícia Federal. A investigação apura aportes feitos pelo braço de participações do banco, o BNDESPar, na JBS, empresa beneficiada pela política de campeões nacionais dos governos Lula e Dilma.