Search
domingo 17 dezembro 2017
  • :
  • :

O Grande Maestro

A busca da experiência religiosa, pela trilha sensível do portal no Santuário, encontra agora um enigma que conduzirá até o interior da Casa Mariana pelo acesso correto.

Caso os primeiros passos na arcada dos mercurianos tenham ocorrido em meditação e profundidade, o acesso à iconografia celeste se revelará no círculo de metal do sol raiado, em pleno meio-dia.

O núcleo do portal que buscamos é o Graal dos mistérios, que é oferecido àqueles que têm “olhos de ver e ouvidos de escutar”. Velado do profano, o que chega até o leitor neste momento são alegorias do Grande Arcano, que exigirão estudo e aprofundamento.

Então, o peregrino se perguntará: “Qual é a porta de entrada desta trilha sensível?”.

A tarefa empírica agora é contar o número de portas existentes e meditar. Aproxime-se do santuário, faça essa experiência e conte. São quantas portas? Existem diferenças entre elas? Quantas delas estão posicionadas de acordo com os pontos cardeais?  Realizando este passo você estará entrando em contato com a iconografia das portas de Jerusalém e uma visita às Sagradas Escrituras irá colaborar no ajuste interno para continuar a jornada.

O grande santuário pode ter várias analogias. Uma delas nos remete à imagem do corpo físico como templo da alma e, nesta visão, os diversos tijolos serão as células deste corpo, reunidas em estruturas que formam o grande sistema da manifestação da vida. Desta forma, a estrutura que se descortina diante dos olhos, é veículo divino para que a vida se manifeste na Terra.

A presença do Grande Maestro no interior da arquitetura sagrada é o que almejamos nesta busca. Perceba o símbolo das águas que fluem pelos corredores enquanto conta as portas. Encante-se pelas diferentes tonalidades. Nada disso está posicionado sem um propósito. É muito importante sentir este espaço e ir despertando dentro destes símbolos.

Após esta meditação, retorne até o disco de metal e observe novamente o santuário. Você está preparado para encontrar-se com o Maestro? Provavelmente ainda não. Observe, então, a primeira metade da arcada que já foi percorrida. Foram seis passos muito importantes. Observe-os novamente.

Respire fundo. Bartolomeu é o sétimo mercuriano.

 

Por Cláudio MariottoTerapeuta