Search
terça-feira 22 agosto 2017
  • :
  • :

Museu Histórico e Pedagógico Rodrigues Alves, em Guará é reaberto

Solenidade será às 10h, na casa que pertenceu ao ex-presidente do Brasil

A Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Guaratinguetá realizam nesta sexta-feira, dia 7, às 10h, a solenidade de abertura do Museu Histórico e Pedagógico Rodrigues Alves. O protocolo de parceria foi assinado no dia 13 de junho.
Instalado na casa que pertenceu ao então Conselheiro Rodrigues Alves, o acervo do museu é composto por documentos, mobiliários pertencentes ao patrono, livros que fizeram parte de sua biblioteca particular, um conjunto de peças comemorativas, bem como objetos que representam a história local.
Além disso, o imóvel é tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (CONDEPHAAT) e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) – e pertence ao Estado desde 1979, quando foi desapropriado. O museu tem sede no edifício desde 1982; em 2011, a casa foi restaurada, recebendo melhorias, como adequação às normas de acessibilidade, nova expografia e plano museológico. Agora, o museu será totalmente reaberto à visitação pública, devolvendo à população de Guaratinguetá e região um patrimônio cultural e histórico de relevância nacional.
“A reabertura do Museu Rodrigues Alves é um marco para Guaratinguetá e também para o Estado. Trata-se de um acervo riquíssimo, fundamental para entender a transição entre Império e República, os primeiros anos do presidencialismo no Brasil e o perfil de um dos homens fortes deste período tão importante ao País”, afirma o diretor do Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), Davidson Kaseker.
Saiba mais
Francisco de Paula Rodrigues Alves (1848-1919) formou-se em Direito pelo Largo São Francisco, destacando-se no cenário político brasileiro. Foi conselheiro do Império, duas vezes presidente da província de São Paulo, ministro da fazenda e quinto presidente do Brasil, sendo reeleito. Não chegou a tomar posse no segundo mandato, acometido por enfermidades que lhe custou a vida.