Search
domingo 20 agosto 2017
  • :
  • :

Lucro do FGTS será dividido com o trabalhador

A partir de 31 de agosto, R$ 7,28 bilhões serão depositados nas contas do fundo de 88 milhões de brasileiros. Antes, o lucro obtido quando o dinheiro era emprestado para trabalhadores e empresários era reaplicado no próprio fundo. Funciona assim: o FGTS empresta recursos para um cidadão financiar uma casa, mas quando o empréstimo é quitado, há um lucro com a operação. Antes, esse recurso voltava para o fundo para ser emprestado novamente.
A partir de agora, parte desse resultado será dividido com o trabalhador. Metade do lucro, todo ano, passará a ser depositado nas contas do FGTS.
No caso do depósito que será feito em 31 de agosto, ele é referente ao resultado obtido pelo fundo em 2016.
Como o lucro do ano passado ficou em R$ 14,55 bilhões, R$ 7,28 bilhões serão distribuídos. Esses valores, no entanto, são proporcionais ao saldo na conta do trabalhador em 31 de dezembro de 2016. Mesmo que os valores tenham sido sacados depois dessa data, o lucro referente ao ano passado será creditado.

Contas do FGTS

O dinheiro será depositado em 31 de agosto para 88 milhões de trabalhadores. No total, serão 245,7 milhões de contas. É normal o trabalhador ter mais de uma conta, porque ao mudar de empresa, uma nova conta é aberta no nome dele.
Esse dinheiro extra não poderá ser sacado pelo trabalhador da mesma maneira como ocorreu com as contas inativas do FGTS. Apenas em ocasiões especiais, os recursos poderão ser usados, como na compra da casa própria ou em caso de demissão sem justa causa.