Search
sábado 21 outubro 2017
  • :
  • :

Funcionários de escolas da rede pública e privada deverão ter cursos de primeiros socorros em Taubaté

De autoria do Vereador Guará Filho (PR), o Projeto de Lei prevê que todos os estabelecimentos educacionais deverão possuir funcionários treinados e capacitados em realizar os primeiros socorros.
Na Sessão Ordinária da última segunda-feira, 4 de setembro, foi aprovado pela Câmara Municipal de Taubaté o Projeto de Lei Ordinária de autoria do Vereador Guará Filho (PR) que trata sobre a realização do curso de primeiros socorros por parte dos servidores das escolas da rede pública e privada. O objetivo do Projeto é capacitar os funcionários a cuidar das crianças e adolescentes nos horários de funcionamento dos estabelecimentos educacionais de Taubaté.
“Os primeiros socorros protegem a vítima contra maiores danos, até a chegada de um profissional de saúde especializado. Se todos tivessem noções básicas de primeiros socorros, muitas vidas poderiam ser salvas. É importante mencionar, que a prestação de primeiros socorros não exclui a importância de um médico”. (Ver. Guará Filho – PR).
Segundo o Projeto de Lei, as escolas da rede publica e privada de Taubaté poderão celebrar convênio e parcerias junto a Policia Militar, através do corpo de Bombeiros, para realização da capacitação de seus servidores e funcionários, e com isso validar o atendimento de primeiros socorros para os alunos.
“A grande maioria dos acidentes poderia ser evitada, porém, quando eles ocorrem, alguns conhecimentos simples podem diminuir o sofrimento, evitar complicações futuras e até mesmo salvar vidas”. (Ver. Guará Filho – PR).
O parlamentar taubateano ainda ressalta a importância de realizar o trabalho de socorro primário de forma seria e comprometida.
“É fundamental a pessoa que prestar este serviço saber que, em situações de emergência, deve se manter a calma. Além disso, certificar-se de que há condições seguras o bastante para a prestação do socorro, sem riscos para a saúde da pessoa a ser atendida. E não esquecer de que um atendimento emergencial mal feito pode comprometer ainda mais a saúde da vítima”.
O Projeto de Lei foi aprovado em primeira e segunda discussão e votação na data de 4 de setembro na Câmara Municipal de Taubaté, e segue agora para a sanção do Prefeito Municipal de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB).