Search
sexta-feira 20 outubro 2017
  • :
  • :

Correios busca privatização

A notícia circulou há alguns dias: o Correios poderá ser privatizado. Instituição tradicional, que já foi exemplo de competência e pontualidade, recebedora de vários prêmios por isto, hoje já não é nem a sombra daquilo.
O Sedex, um serviço que primava pela rapidez, hoje já nem existe. O Sedex 10, como se sabe, virou Sedex 12 – e mesmo assim está suspenso. O Sedex normal está um descaso.
O próprio Diário de Taubaté tem prova disto. Material adquirido em São Paulo, que deveria estar em Taubaté na terça-feira…adivinhem! Não chegou nem nos dois dias seguintes.
Pior: endereçado de São Paulo para Taubaté, o material foi rastreado e desde terça-feira está em Indaiatuba! Explicação dos funcionários: o Correios errou. Continuando o rastreamento, dois dias depois o material continua perdido em Indaiatuba; Sabe-se lá quando chegará a Taubaté.
Os comentários de quem acompanha o noticiário do Brasil, é o de que o governo está apostando no sucateamento dessa que foi uma grande empresa, preparando, assim, o cenário para a privatização. Quanto mais ineficiência o Correios mostrar, mais fácil será convencer a opinião pública de que este é o caminho.