Search
terça-feira 12 dezembro 2017
  • :
  • :

Centrais Sindicais convocam população para Greve Geral

As principais centrais sindicais do Brasil convocaram uma greve geral para amanhã, sexta-feira, dia 28, na tentativa de demonstrar força e mobilização contra a reforma trabalhista e a reforma da Previdência propostas pelo governo de Michel Temer e a lei de terceirização, sancionada pelo presidente.
A expectativa é que categorias como petroleiros, metalúrgicos, bancários, metroviários, motoristas de transporte público, professores das redes pública e particular e trabalhadores da construção civil engrossem a paralisação, em várias cidades, contra as reformas, consideradas prioritárias para o governo, mas rechaçadas pela população. A reforma da Previdência, por exemplo, é rejeitada por 93% dos brasileiros, segundo pesquisa do instituto Vox Populi encomendada pela CUT e publicada no último dia 13.
A greve está sendo convocada por oito centrais sindicais: CUT, UGT, CTB, Força Sindical, CSB, NCST, Conlutas e CGTB. Juntas, elas representam mais de 10 milhões de trabalhadores. Além de centrais opositoras ao atual governo, como a CUT, ligada ao PT, a paralisação contará também com aquelas tidas como aliadas de Michel Temer, como a Força Sindical.
O Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté promove uma grande manifestação durante a Greve Geral. O Ato começa na Avenida do Povo, em frente à Câmara Municipal, às 9h, e percorre a região central de Taubaté.
Acompanhado de diversas entidades sindicais e da sociedade civil, o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté vai passar pelas Praças Santa Teresinha e Dom Epaminondas e vai terminar a passeata na Rodoviária Velha.
“Já estamos conscientizando os trabalhadores e toda a população a não irem trabalhar, não fazer compras e saírem de casa para participar dos protestos contra as reformas que o governo quer impor ao trabalhador”, explica o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté, Hernani Lobato.