Search
sexta-feira 24 novembro 2017
  • :
  • :

Governador autoriza criação do novo Hospital Regional de São José dos Campos

A construção do novo hospital faz parte do modelo inédito de PPP (Parceria Público-Privada), que implantará também outras duas unidades, sendo uma na capital paulista e outra em Sorocaba

O governador Geraldo Alckmin assinou o decreto de criação do novo Hospital Regional de São José dos Campos. Com investimento de R$ 200 milhões do Governo do Estado para construção da unidade, o hospital ampliará o atendimento de média e alta complexidade e será referência para os 39 municípios da região.
Com o decreto, publicado na edição na quinta-feira, dia 13, do Diário Oficial, a Secretaria da Saúde poderá dar início à convocação pública para escolha da OSS- Organização Social de Saúde que fará o gerenciamento da área assistencial do equipamento.
A unidade contará com 178 leitos, serviço de diagnóstico por imagem e atendimento ambulatorial, garantindo o acesso e os cuidados em saúde, dentro da média e alta complexidade em traumatologia, ortopedia, neurocirurgia e especialidades relacionadas para casos de urgência e emergência. O hospital ficará localizado entre a Rua Icatu e a Avenida Goiânia, no bairro Parque Industrial, zona Sul da cidade.
O novo hospital terá um custeio estimado de aproximadamente R$ 200 milhões para o período de março (previsão de inauguração) a dezembro do próximo ano. Metade do recurso é para o custeio dos profissionais da parte assistencial, como equipes médica e de enfermagem. O restante é usado para pagamento de pessoal administrativo e de suporte e manutenção da unidade.
A construção do novo hospital em São José dos Campos faz parte do modelo inédito de PPP (Parceria Público-Privada), entre a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e a empresa Construcap CCPS Engenharia e Comércio S/A, ganhadora da licitação, que implantará também outras duas unidades, sendo uma na capital paulista e outra em Sorocaba. Esta iniciativa proporcionará um incremento de mais de 600 leitos e cerca de mil atendimentos ambulatoriais diários à rede estadual.
Os três complexos hospitalares previstos na PPP terão certificação de Qualidade Nacional e Internacional e o processo proporcionará uma economia de 28% no custeio dos serviços de apoio que serão oferecidos nas unidades após a conclusão das obras. Apesar da economia, o processo irá garantir a mais elevada qualidade nos serviços de sistemas de diagnósticos por imagem, prontuários eletrônico, radiologia digital e rastreabilidade de instrumentais cirúrgicos.