Search
domingo 17 dezembro 2017
  • :
  • :

Câmara debate Conselho Municipal do Idoso

Em audiência pública realizada quarta-feira, dia 22, a Câmara de Taubaté abordou o estatuto do Conselho Municipal do Idoso. Presidido por Vivi da Rádio (PSC), o debate levou à população questões pertinentes quanto ao bem-estar das pessoas idosas, uma vez que a cidade não tem este Conselho regulamentado, conforme disse a vereadora.
O vereador Dentinho (PV) pediu mais participação da sociedade e do poder público no apoio ao Conselho, sugerindo que empresas empreguem mais pessoas com 60 anos ou mais. Disse a região precisa de asilos de dependência grau três, que atendem idosos acamados. Lembrou que muitos motoristas do transporte complementar não param para idosos, mesmo tendo assentos vagos.
O presidente da Casa São Francisco, Haroldo Ribeiro de Souza, disse que a entidade tem pacientes que demandam cuidados que chegam a R$ 2 mil e que o município deixou de receber verba da Ecovias pelo fato de o Conselho Municipal do Idoso não ter CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica).
Lilian Oliveira Zancan, coordenadora da Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social, apresentou dados da atuação no município, dando como exemplo o Centro de Convivência do Idoso, na Vila Marli, que tem mais de 700 pessoas cadastradas, com mais de 1.400 atendimentos por semana.

Representando a Sociedade São Vicente de Paulo, Cíntia Antunes disse que a terceira idade é vista pela sociedade como um peso ou um problema. Ela lembrou que o idoso tem opinião própria, é eleitor, consumidor e cidadão.

O assessor de gabinete Itamar de Jesus explicou que é preciso discutir a criação de um fundo municipal para o Conselho do Idoso e sugeriu que empresas possam repassar percentual de verba para esse fundo.

Representando o Sindnapi (Sindicato Nacional dos Aposentados), Geraldo Magalhães Ribeiro disse que 13% da população taubateana são idosos e que espera que o Conselho seja criado ainda esse ano.

O assessor de gabinete Jair Gomes disse que chama a atenção o fato de o Conselho Municipal do Idoso estar inoperante, pois muitas pessoas acreditam que os Conselhos são constituídos somente para cumprir a lei, sem ter condições para atuação.

A vereadora Loreny (PPS) participou da audiência. As ponderações apresentadas serão encaminhadas ao Poder Executivo. Para assistir à íntegra, acesse o canal da TV Câmara Taubaté no Youtube, http://youtu.be/MoiSih_EgJY.

Haroldo Ribeiro de Souza, Lilian Oliveira Zancan, Cintia Antunes, Dentinho, Vivi da Rádio, Itamar de Jesus e Clebion Eli Miranda