Search
sexta-feira 20 outubro 2017
  • :
  • :

Taubaté estimula exames preventivos para mulheres

A Secretaria de Saúde de Taubaté iniciou uma campanha nas unidades da rede de atenção básica para estimular a participação das mulheres na realização de exames preventivos de câncer de mama e câncer de colo de útero, além do pré-natal.
A prioridade é sensibilizar este público alvo e aumentar os indicadores dentro das faixas etárias específicas para evitar a ocorrência destas doenças. Para isto, funcionários dos Pamos (Posto de Atendimento Médico e Odontológico) e dos ESFs (Estratégia de Saúde da Família) passaram a promover uma busca ativa nas salas de espera das unidades. Também estão previstas a difusão de informações por meio das redes sociais e formação de agentes multiplicadores nas comunidades.
Para se ter uma ideia, existem em Taubaté 83.673 mulheres entre 25 anos e 64 anos, faixa etária considerada vulnerável para a ocorrência de câncer de colo de útero. Considerando que o exame de Papanicolau deve ser realizado a cada três anos, isso significa que 27.891 mulheres deveriam ter realizado este procedimento em 2016. No entanto, foram realizados cerca de 13 mil exames. Já em relação à mamografia, existem atualmente em Taubaté 30.626 mulheres entre 50 anos e 69 anos. Considerando que a mamografia deve ser bianual, isso significa que 15.313 mulheres deveriam fazer a mamografia de rastreamento no ano de 2016, mas foram realizados apenas 5.870 exames.
Outra prioridade é acompanhamento pré-natal. É através das consultas que o profissional de saúde orienta a gestante sobre os exames que devem ser realizados e a importância deles. Também esclarece dúvidas e faz orientações quanto à alimentação, controla o peso e a pressão arterial e acompanha o desenvolvimento do bebê através de técnicas obstétricas.
Muitas mulheres acompanham a gestação corretamente, mas não retornam ao médico após o parto, período que chamamos de puerpério. A população deste grupo é formada por 3.143 gestantes e 517 puérperas, conforme dados da Vigilância Epidemiológica para acompanhamento da vacinação contra influenza.