Search
sábado 24 Fevereiro 2018
  • :
  • :

Comércio eletrônico registra alta de 37,6% no terceiro trimestre do ano passado

Comércio eletrônico registra alta de 37,6% no terceiro trimestre  do ano passado

O faturamento real (já descontada a inflação) do comércio eletrônico na RM Vale atingiu R$ 188,6 milhões no terceiro trimestre de 2017, alta de 37,6% em relação ao mesmo período de 2016.
Segundo os dados recebidos pelo Sincovat (Sindicato do Comércio Varejista), no acumulado de 12 meses, as vendas do e-commerce na região tiveram leve crescimento de 0,3%. O comércio online mostra reação ante ao resultado do segundo trimestre, quando houve queda de 5,8% em relação ao mesmo período de 2016.
É o que aponta pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) em parceria com a Ebit. A Pesquisa Conjuntural do Comércio Eletrônico FecomercioSP/Ebit traz dados sobre faturamento real, número de pedidos, tíquete médio e permite mensurar a participação do e-commerce nas vendas totais do varejo (eletrônico e físico) no Estado de São Paulo, segmentado em 16 regiões.
O número de pedidos no terceiro trimestre do ano atingiu quase 456 mil, ante os 328 mil do mesmo período de 2016, um aumento de 38,9%, o maior volume registrado para o trimestre na série histórica. O tíquete médio (faturamento por pedido) caiu 1%, passando de R$ 417,90, no terceiro trimestre de 2016, para R$ 413,78, no terceiro trimestre de 2017.
A participação do e-commerce no faturamento do varejo geral aumentou 0,5 ponto porcentual (p.p.), passando de 2% para 2,5%.
Desempenho estadual
O comércio eletrônico paulista registrou faturamento real de R$ 4,19 bilhões no terceiro trimestre de 2017, alta de 19,2% na comparação com os R$ 3,51 bilhões registrados no mesmo período de 2016. É a maior cifra registrada para o período desde o início da série histórica, em 2013. No acumulado dos 12 meses – após encerrar 2016 com uma queda de 1,4% –, o faturamento do setor cresceu de modo acelerado no período e registrou alta de 6,9%.
A participação do e-commerce nas vendas do varejo paulista no terceiro trimestre ficou em 2,7%, alta de 0,3 ponto porcentual (p.p.) na comparação com o mesmo período de 2016 (2,4%). O número de pedidos online no Estado registrou crescimento de 13,5%, passando de 9,2 milhões para 10,4 milhões, o segundo maior volume registrado para o trimestre na série histórica.